É bom ou ruim?

Estava eu andando dia desses e atras de mim vinha uma turma de adolescentes, nem muito jovens, nem muito adultos. Reparei porque as risadas eram em altíssimo volume.

No meio da algazarra se sobressaia a voz de Fulana, que argumentava algo indistinguível, porém com muita ênfase – e muitas palavras. Continuar lendo

%d blogueiros gostam disto: